| Naviraí/MS - Domingo, 21 de Julho de 2024

"O que Estamos Vendo no RS, Veremos no Pantanal em Forma de Seca", Diz Marina Silva


Bombeiros seguem atuando e monitorando a região (Reprodução, Assessoria) Por: Editorial | 06/06/2024 09:29

O Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima está monitorando a possibilidade de incêndios graves no Pantanal, devido à severa seca que afeta o bioma. A ministra Marina Silva comparou a situação de seca no Pantanal à tragédia climática das intensas chuvas no Rio Grande do Sul.

Em entrevista à Globo News nesta quinta-feira (06), a ministra destacou que a Amazônia e o Pantanal estão enfrentando seca extrema, aumentando o risco de incêndios florestais e destruição da fauna e flora. "O que estamos vendo no Rio Grande do Sul, veremos no Pantanal em forma de seca intensa", afirmou a ministra. Na quarta-feira (05), o ministério assinou um Pacto Interfederativo para Combate aos Incêndios no Pantanal com os governos do Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

O Pantanal não teve período de cheia este ano, enfrentando a pior seca de sua história. A principal consequência são os incêndios florestais, impactando a navegação pela hidrovia, o abastecimento dos municípios e a vida animal no bioma.

“Nós já sabemos que teremos uma grande estiagem no Pantanal e o risco de incêndios será muito elevado. Já estão ocorrendo incêndios subterrâneos devido ao acúmulo de matéria orgânica, específico do Pantanal e muito difíceis de combater”, disse a ministra.

Situação Crítica da Bacia do Rio Paraguai

O Rio Paraguai em Mato Grosso do Sul está com níveis abaixo dos registrados em 1964, caminhando para a pior seca de sua história. Desde 9 de abril, o estado está em situação de emergência ambiental, devido às condições climáticas que favorecem incêndios florestais descontrolados, afetando drasticamente a qualidade do ar.

Eduardo Reis Rosa, da equipe do Pantanal da Mapbiomas, explicou que a falta de cheias desde 2018 torna o bioma mais suscetível aos incêndios e ao desmatamento.

Declaração de Escassez Hídrica

A bacia do Rio Paraguai foi oficialmente declarada em situação de escassez hídrica pela ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico) em 14 de maio, com validade até 31 de outubro de 2024, podendo ser prorrogada. Esta é a terceira vez que a ANA declara escassez hídrica em rios brasileiros.

Medidas do Mato Grosso do Sul

Em 10 de abril, o Governo de Mato Grosso do Sul publicou o decreto n° 25, declarando estado de emergência ambiental por 180 dias. O decreto permite a realização de queimas controladas em áreas com alto acúmulo de biomassa e dispensa o governo de licitação para contratação de serviços pertinentes a queimadas.

A situação crítica exige medidas urgentes para mitigar os riscos de incêndios e proteger o bioma Pantanal durante este período de seca extrema.




PORTAL DO CONESUL
NAVIRAÍ MS
CNPJ: 44.118.036/0001-40
E-MAIL: portaldoconesul@hotmail.com
Siga-nos nas redes Sociais: