| Naviraí/MS - Domingo, 26 de Maio de 2024

Morte de Ziraldo repercute entre políticos, artistas e personalidades


Ziraldo morreu aos 91 anos, no Rio de Janeiro. Agência Estado/Janet Longo Por: Editorial | 07/04/2024 10:36

Políticos e personalidades lamentaram a perda e enalteceram a memória do cartunista e escritor Ziraldo, que morreu neste sábado (6), no Rio de Janeiro, aos 91 anos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do escritor. Ziraldo morreu em casa enquanto dormia.

"Com tristeza, recebemos a notícia da partida de Ziraldo, aos 91 anos, o brilhante criador de 'O Menino Maluquinho'. Suas histórias marcaram a infância de muitos e continuam a encantar gerações. Enviamos nossas condolências à família e aos admiradores. Descanse em paz, Ziraldo", escreveu o ministro Paulo Pimenta, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

Filho de dona Zizinha e seu Geraldo — mistura que deu origem a seu nome —, Ziraldo Alves Pinto nasceu em 24 de outubro de 1932 em Caratinga (MG). Ao longo de sete décadas de carreira, deixou uma marca importante na cultura brasileira, com livros, charges e um dos principais veículos de crítica à ditadura militar, o jornal 'O Pasquim'.

O Menino Maluquinho, sua principal obra, foi publicado em 1980, e virou adaptação para o cinema e para a TV, seriados, desenhos animados e até ópera. O livro, que vendeu milhões de cópias em todo o mundo, recebeu o prêmio Jabuti de literatura infantil de 1980.

 

 

Em 1958, ele se casou com a esposa, Vilma, com quem teve três filhos: as cineastas e dramaturgas Daniela Thomas e Fabrizia Alves Pinto e o compositor de trilhas sonoras Antônio Pinto. (R7)




PORTAL DO CONESUL
NAVIRAÍ MS
CNPJ: 44.118.036/0001-40
E-MAIL: portaldoconesul@hotmail.com
Siga-nos nas redes Sociais: