QUARTA-FEIRA, 26 DE JULHO DE 2017
Untitled Document
04/04/2015 | Fonte: Assessoria

Cerca de 88 toneladas de lixo são recolhidas por mês na BR-163 em MS

Foto divulgação

ma campanha educativa, desenvolvida pela concessionária que administra a BR-163 em Mato Grosso do Sul, começou a ser feita neste feriado de Páscoa para conscientizar os usuários da rodovia sobre o risco de jogar lixo no local.

Segundo a CCR MS Via, por mês cerca de 88 toneladas de resíduos são recolhidas na rodovia, entre embalagens, sacos plásticos e materiais como copos e latas. Além do risco aos usuários, jogar lixo na rodovia também causa prejuízo ao meio ambiente e ao sistema de drenagem da estrada e podem provocar alagamentos.

O gestor de integração com o cliente da concessionária, engenheiro Keller Rodrigues, alerta que muitos usuários não sabem, mas jogar lixo na rodovia é infração grave pelo Código de Trânsito Brasileiro, que prevê multa e perda de quatro pontos na carteira.

Segundo a Polícia Militar Ambiental (PMA), a multa pra quem for pego em flagrante varia de R$ 5 mil reais a R$ 50 milhões, dependendo do tipo de infração, conforme a lei de crime ambiental n° 9.605.

Durante a campanha serão distribuídos folhetos didáticos nas bases operacionais e em postos de serviço ao longo da rodovia, além de faixas colocadas em pontos estratégicos. Segundo a campanha educativa, uma garrafa plástica de 40 gramas lançada na pista pode provocar danos equivalentes a um objeto com 4 kg ao atingir um carro em movimento.

Além disso, a campanha destaca que resíduos na pista podem atrair animais e contribuir para o risco de atropelamentos da fauna.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 26/07/2017 Tacuru terá quatro pontes de concreto e investimento será de R$ 3,3 milhões
Postada em: 26/07/2017 Encceja será aplicado em 21 cidades de Mato Grosso do Sul
Postada em: 26/07/2017 Clientes do Banco do Brasil devem ficar atentos à nova página falsa
Postada em: 26/07/2017 Reprovação de Temer chega a 94% e bate novo recorde
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra