TERÇA-FEIRA, 23 DE ABRIL DE 2019
Untitled Document
12/04/2019 | Fonte: ASSESSORIA E COMUNICAÇÃO

NOVA ANDRADINA É UM DOS 123 MUNICÍPIOS SELECIONADOS PARA ESTUDO NACIONAL SOBRE ALIMENTAÇÃO DE CRIANÇAS

Coleta de dados sobre alimentação começa no dia 15 de abril e termina em 30 de junho. Serão levantadas informações como medidas, peso e exames de sangue

Nova Andradina é um dos 123 municípios selecionados que farão parte do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani). A coleta de dados, que pretende mapear os hábitos alimentares dos nova-andradinenses e demais brasileiros menores de cinco anos, começa no dia 15 de abril e termina em 30 de junho no âmbito municipal.

A pesquisa domiciliar será realizada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ com apoio do Ministério da Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e vai ajudar a prevenir e combater doenças.

Os entrevistadores vão bater na porta de 1919 famílias, residentes em todos os bairros da zona urbana do município. Os domicílios selecionados foram escolhidos previamente tendo como base os indicadores sociodemográficos do IBGE, de acordo com parâmetros de vulnerabilidade social e condições de saúde.

O objetivo da pesquisa é avaliar as práticas de aleitamento materno e alimentação infantil, o estado nutricional antropométrico da criança e a epidemiologia das deficiências de micronutrientes entre crianças menores de cinco anos, e, posteriormente, guiar o planejamento de políticas e ações sociais e de saúde em nosso País.

Serão coletados dados de peso e altura, é também amostra para exame de sangue, com o objetivo de obter informações laboratoriais sobre hemoglobina, ferritina, proteína C reativa, zinco, vitamina A, vitamina B1, vitamina B12, vitamina B6 e folato. Todas as coletas serão realizadas na própria residência do entrevistado, não havendo a necessidade de deslocamento para outro local.

A coordenação do programa no âmbito municipal solicita aos munícipes que receba as equipes de entrevistadores de forma cordial. Todos estarão devidamente uniformizados com crachás de identificação e o logotipo do Ministério da Saúde e do Enani.

A pesquisa deve durar cerca de 2 horas, sendo que o questionário será respondido pela mãe e/ou responsável pelo domicilio. A participação é voluntária e os dados são sigilosos.

Ao final do trabalho, a família da criança deverá receber gratuitamente todos os resultados dos exames de sangue, peso e altura.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 22/04/2019 Convocados aprovados em processo seletivo para vaga de agente de endemias
Postada em: 18/04/2019 MS já registra mais de 10 mil casos confirmados de dengue em 2019
Postada em: 18/04/2019 Mosquitos com bactéria vão ajudar no combate a dengue
Postada em: 17/04/2019 Denúncia leva Procon de MS a autuar peixaria com produtos vencidos há mais de um ano
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra