SEXTA-FEIRA, 22 DE MARÇO DE 2019
Untitled Document
11/01/2019 | Fonte: DOURADOS NEWS

Servidor estadual é preso após ser flagrado com pedofilia da própria enteada

Um servidor público estadual, de 54 anos, acabou preso na tarde de quinta-feira (10), em Dourados, acusado de armazenar pornografia infantil. No pen-drive dele havia, segundo a polícia, imagens de uma criança de sete anos, filha da própria namorada, apenas de calcinha. As informações são do portal 'Dourados News'.

De acordo com a ocorrência, um técnico esteve na casa do suspeito para realizar atualização do aparelho de televisão e precisou levar o pen-drive até uma lan house no Jardim Ouro Verde para finalizar o serviço. 

Lá, populares viram as fotos e acionaram a Polícia Militar, que se deslocou até o estabelecimento e abordou o rapaz. Ele negou a propriedade do objeto e explicou aos policiais estar em posse apenas para encerrar o seu trabalho. 

Em seguida, os policiais foram à casa do servidor e o prenderam. Um aparelho de telefone celular e cartão de memória acabaram apreendidos junto com o pen-drive. 

Encaminhado ao 1º Distrito Policial, o homem negou o crime, porém, acabou autuado dentro do artigo 241-B do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) que versa sobre o crime de “adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”. 

De acordo com a polícia, aparentemente não há indícios de que a foto foi compartilhada e contra o servidor foi arbitrado fiança de R$ 2 mil para que possa responder em liberdade. 

Se condenado, a pena para esse crime é de um a quatro anos de prisão, além de multa. 

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 21/03/2019 PM de Japorã cumpre dois mandados de prisão
Postada em: 21/03/2019 Com receitas de bombas, adolescentes ameaçam explodir escola na Capital e são apreendidos
Postada em: 21/03/2019 Alvo de operação, Policial Civil é afastado de suas funções pelo Governo
Postada em: 20/03/2019 Casal vai a júri popular por morte de menino asfixiado pela madrasta
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra