SEGUNDA FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2019
Untitled Document
19/12/2018 | Fonte: Globo Esporte

Após fim de punição, Guerrero poderá estrear pelo Inter

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Odair Hellmann já sabe quando terá Paolo Guerrero à disposição para estrear com a camisa do Inter. Será na quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. O centroavante inclusive poderá estrear pelo clube gaúcho justamente contra o Alianza Lima, time que o revelou para o futebol.

A punição que o jogador cumpre após ser flagrado com metabólitos de cocaína no organismo se encerra em 23 de abril. Um dia depois, o Inter vai ao Peru enfrentar o Alianza Lima no quinto jogo da fase de grupos da Libertadores, conforme tabela divulgada na noite de terça-feira pela Conmebol (clique aqui para acessar). Mesmo que perca as primeiras quatro partidas pela competição, o atleta deve constar na lista inicial de inscritos.

Caso o treinador entenda ser precipitado utilizar Guerrero em razão do longo tempo inativo, a última rodada está marcada para o dia 7 de maio, quando o Colorado viaja a Buenos Aires para duelar com o River Plate. Por outro lado, há a motivação especial pela possibilidade de estrear com a camisa vermelha justamente diante da equipe onde foi forjado e, de tempos em tempos, reitera o carinho pelas redes sociais (confira abaixo). A mãe de Guerrero, Petronilda González, já adiantou que não ocorrerá celebração do filho caso balance as redes do Alianza Lima:

- Se fizer um gol, não celebrará. Ele tem isso muito claro - afirmou em entrevista ao jornal El Depor, do Peru.

No entanto, Guerrero alimenta a esperança de voltar a atuar antes do prazo. Os advogados esperam que um recurso seja analisado. A defesa do atacante pede a nulidade da decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), sob a alegação de que o hotel onde o jogador teria ingerido um chá contaminado que gerou o exame positivo forneceu informações falsas à Agência Mundial Antidoping (Wada).

Até por isso, mesmo com as negativas (a última ocorreu em meados de novembro, quando a Fifa entrou com o pedido), o jogador de 34 anos não deixou de lado a forma física. Apesar de estar alijado de frequentar o ambiente de exercícios dos companheiros, cumpre rotina de treinamentos em Lima, no Peru.

- Tenho certeza que a mesma vontade que o torcedor tem de ver ele (Guerrero) em campo nós aqui, os colegas, temos de tê-lo ao lado. Vai entrar em campo e defender as cores do Inter, que o abraçou em momento difícil. O cenário que nos preparamos é o pior. Contar com ele em abril, e ele treinando em fevereiro. Se mudar, é o melhor dos mundos - afirmou o executivo Rodrigo Caetano.

 

O Inter na Libertadores

06/03 - 19h15 - G4 x Inter - local indefinido

13/03 - 21h30 - Inter x Alianza Lima - Beira-Rio

27/03 - 19h15 - Inter x River Plate - Beira-Rio

09/04 - 21h30 - Inter x G4 - Beira-Rio

24/04 - 21h30 - Alianza Lima x Inter - Alejandro Villanueva

07/05 - 21h30 - River Plate x Inter - Monumental de Núñez

Como a punição se encerra no dia 23 de abril, Guerrero será liberado a começar a se exercitar com os colegas um mês e meio antes. Ou seja, a partir de 8 de março estará apto a voltar a fardar o uniforme de treinos do Inter.

 

Relembre o caso Guerrero

Guerrero foi suspenso por um ano por doping após o exame acusar a presença de um metabólito da cocaína em seu organismo, em outubro de 2017, no jogo contra a Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Em dezembro, o jogador conseguiu a redução da pena para seis meses, o que permitiu voltar a vestir a camisa do Flamengo em maio deste ano e o liberou para disputar o Mundial da Rússia.

O centroavante voltou a jogar no dia 6 de maio, apenas três dias após ser julgado em última instância pelo TAS, em Lausanne, na Suíça. Participou de três jogos do Flamengo no período, contra Inter, Ponte Preta e Chapecoense, marcando um gol contra a equipe catarinense. Ainda em maio, o TAS ampliou a pena para 14 meses de suspensão. No entanto, o peruano conseguiu efeito suspensivo na Justiça da Suíça para disputar o Mundial de 2018.

O atacante disputou a Copa da Rússia pela seleção peruana, mas caiu na fase de grupos. Deixou a sua marca na vitória por 2 a 0 sobre a Austrália. Em julho, voltou ao Flamengo para aparecer em mais quatro compromissos pelo Brasileirão.

Sem acerto para permanecer na Gávea, assinou com o Inter por três temporadas, mas não chegou a estrear com a camisa colorada. Em 23 de agosto, a Justiça da Suíça revogou o efeito suspensivo que dava ao atacante o direito de entrar em campo.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 22/03/2019 Botafogo faz 4 a 1 na Portuguesa e pode avançar na Taça Rio
Postada em: 20/03/2019 Naviraí faz seletiva para os Jogos da Juventude
Postada em: 20/03/2019 Judô ganha treze medalhas e moção de Fi da Paiol
Postada em: 19/03/2019 Grêmio derrota Internacional por 1 a 0 e confirma primeiro lugar
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra