SÁBADO, 15 DE DEZEMBRO DE 2018
Untitled Document
05/12/2018 | Fonte: CAMPO GRANDE NEWS

Carro fica pendurado no muro depois de destruir grade de igreja

Carro pendurado após destruir grade de igreja (Foto: Bruna Kaspary)

Fiéis da Paróquia São José, localizada na Rua Pedro Celestino, Centro de Campo Grande, se assustaram com o veículo Hyundai Creta que ficou pendurado após destruir a grade de proteção do local, na manhã desta quarta-feira (5). O carro era conduzido por uma mulher, de 55 anos, que afirmou que o veículo – automático - tenha apresentado problemas no câmbio.

“Foi por volta das 7h, quando eu chegava para participar da missa, que entrei na garagem e, na hora de estacionar, o carro acelerou sozinho, não consegui frear”, afirmou a dona de casa Lair Castro.

 

Guincho foi acionado para retirar veículo do local (Foto: Bruna Kaspary)

Guincho foi acionado para retirar veículo do local (Foto: Bruna Kaspary)

 

Além dela, outras duas pessoas estavam no carro, mas nenhuma apresentou ferimentos. Antes de bater na grade, o veículo ainda passou por cima de uma valeta, de aproximadamente 30 centímetros de profundidade.

Outros dois carros estavam estacionados no local, um dentro do estacionamento e outro no lado de fora paróquia, mas nenhum foi atingido. “Foi um livramento de Deus. Viemos para a igreja rezar e agora temos motivos”, concluiu a motorista.

Um guincho foi acionado para retirar o carro do local. A programação na igreja seguiu normalmente. A condutora do carro acionará o seguro para cobertura dos gastos com o reparo da grade e do veículo.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 14/12/2018 Governo e municípios podem receber R$ 109 milhões
Postada em: 14/12/2018 Contemplados do Belo Horizonte vão assinar contrato com a Caixa Econômica.
Postada em: 14/12/2018 Prefeitura de Naviraí mais uma vez antecipa e quita 100 por cento do 13º Salário nesta sexta-feira
Postada em: 13/12/2018 Vendedora de salgados acha bolsa com todo o 13° de idosa e devolve à dona
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra