TERÇA-FEIRA, 20 DE NOVEMBRO DE 2018
Untitled Document
08/11/2018 | Fonte: CORREIO DO ESTADO

Azambuja se reunirá com Jair Bolsonaro em Brasília na próxima quarta-feira

Governador vai debater segurança na fronteira com presidente eleito - Foto: Valdenir Rezende / Arquivo / Correio do Estad

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB)  vai se reunir na próxima quarta-feira, dia 14, com o presidente eleito Jair Bolsonaro para discutir uma pauta específica para o Estado e outra federativa. A confirmação foi dada por Onyx Lorenzoni, ministro extraordinário e futuro chefe da Casa Civil de Bolsonaro, hoje em Brasília.

Azambuja destacou que os assuntos específicos de Mato Grosso do Sul são relativos à segurança e infraestrutura.  “Vou falar sobre a segurança na fronteira, o presidente está  preocupado e nós também, essa é a pauta número 1 que vou levar ao presidente (Bolsonaro). Também vou falar sobre as rotas Transoceânica (rodoviária) e a Bioceânica (ferroviária); a revitalização da Malha Oeste (também ferroviária). Mas, o ponto mais sensível é a segurança de fronteira, precisamos saber qual medida que o presidente vai tomar nas fronteiras do Estado com a Bolívia e o Paraguai”, enfatizou o Governador, que esta em Brasília com a vice-governadora Rose Modesto – eleita deputada federal – e Beto Pereira, também eleito deputado.

Este diálogo vai ser a continuidade de ligação telefônica que o Governador Reinaldo Azambuja recebeu de Bolsonaro no último dia 31, quando solicitou que o gestor estadual fosse a Brasília para discutir as demandas do Estado.

Na reunião da próxima semana, além de falar sobre as questões regionais, a pauta prioritária serão os temas federativos, que tratam de questões nacionais que dependem da participação ou são pertinentes aos governadores e à União. “Temos um reunião com todos os governadores marcada para o dia 14, com Bolsonaro, Guedes (Paulo Guedes, futuro  ministro da Economia)  e Onix”.

EMENDAS

Para o governador Reinaldo Azambuja, a garantia de que Mato Grosso do Sul vai receber R$ 169 milhões em investimentos federais por meio das emendas impositivas apresentadas pela bancada do Estado no Congresso Nacional no Orçamento do próximo ano serão importantes para melhorar os serviços oferecidos à população. Até este ano, o Governo federal não é obrigado fazer os investimentos, no Orçamento de 2019 passa a ter a obrigação. 

“São emendas de bancada impositivas, temos seis emendas, são cerca de R$ 170 milhões garantidos que vão ser empenhados, liberados e, desta maneira, atendidas as demandas do Estado na área de saúde com a compra de equipamentos para hospitais; na segurança pública, equipando-se melhor as polícias, principalmente o DOF. Na área da educação poderemos  melhorar as condições do transporte escolar com os municípios. Pelo menos sabemos que em 2019 teremos seis emendas que serão integralmente liberadas”, destacou Azambuja. Cada uma dessas emendas é no valor de R$ 28, 2 milhões, totalizando os R$ 169 milhões.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 20/11/2018 Bolsonaro se reúne hoje com Raquel Dodge e presidente do TCU
Postada em: 20/11/2018 Bolsonaro se reúne hoje com Raquel Dodge e presidente do TCU
Postada em: 20/11/2018 Brasil não vai arcar com custos de saída de médicos cubanos, diz Occhi
Postada em: 20/11/2018 Petrobras pode ser privatizada em parte, diz Bolsonaro
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra