QUARTA-FEIRA, 16 DE JANEIRO DE 2019
Untitled Document
30/10/2018 | Fonte: CORREIO DO ESTADO

Secretários serão avaliados com base em contratos de gestão

Reinaldo Azambuja vai continuar no Executivo estadual por mais quatro anos - Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

Reeleito para o segundo mandato como governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), disse que não deve manter todos os secretários que compõem o primeiro escalão de sua gestão. De acordo com o tucano, todas as secretarias, fundações e autarquias vão passar por uma avaliação e para analisar quais tiveram o melhor desempenho e não conseguiram cumprir as metas e porquê.

“Estamos analisando administrativamente os contratos de gestão, quais as áreas que avançaram bem e quais tiveram alguma deficiência. Nós controlamos isso, nos contratos de gestão”, destacou. 

Em entrevista ao Correio do Estado, Azambuja ressaltou que é grato a equipe que compôs junto a ele os primeiros anos como Executivo estadual. Ele que foi prefeito de Maracaju, deputado estadual e federal, esteve pela primeira vez a frente de Mato Grosso do Sul e conseguiu uma vitória apertada com 52,35% dos votos válidos. 

“Nós somos muito gratos a toda equipe, mas vamos ter que compor um governo, com algumas mudanças e essas mudanças vão ocorrer a partir de primeiro de janeiro. Vamos analisar, não paramos ainda para analisar”, disse justificando sobre quem deveria sair e quem deve ficar na gestão. 

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 11/01/2019 Novo comandante do Exército defende que militares fiquem de fora da reforma da Previdência
Postada em: 11/01/2019 Decreto sobre armas fica para a semana que vem, diz Onyx
Postada em: 08/01/2019 Colaborador de Bolsonaro, Harfouche quer mudança no ECA para punições
Postada em: 08/01/2019 Governo estuda privatizar ou liquidar 100 estatais, diz ministro
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra