SÁBADO, 20 DE OUTUBRO DE 2018
Untitled Document
03/09/2018 | Fonte: DOURADOS NEWS

MS deve ampliar produção de cana de açúcar em 5%, segundo Conab

MS deve colher 49 milhões de toneladas nesta safra de cana-de-açúcar, segundo a Conab - Crédito: (Anderson Viegas/Do Agrodebate)

Mato Grosso do Sul deve colher neste ciclo 49 milhões de toneladas de cana de açúcar, um aumento de 5%, em comparação com a safra passada. Os dados foram apresentados essa semana, pela CONAN (Companhia Nacional de Abastecimento).

Mesmo com redução da área de cultivo, a produtividade maior deve impulsionar esse crescimento. A colheita nesta safra está adiantada. A menor quantidade de chuva ajudou no avanço da moagem. De abril a julho, já foram colhidas 24 milhões de toneladas. O volume é 15% maior em comparação com o mesmo período do ano passado e os dados são da Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul).

"Na safra passada, que se encerrou no dia 31 de março passado, teve um problema climático severo. Muita chuva em abril, muita chuva em junho. Tivemos geada na safra passada e isto retardou muito a nossa moagem e a gente acabou tendo uma perda. Nós, que já havíamos chegado a colher 50,7 milhões de toneladas de cana, baixamos para 46,7. Tivemos aí uma perda por conta climática. Agora a gente está recuperando", afirmou o diretor-presidente da Biosul, Roberto Holanda Filho.

Com a elevação no preço da gasolina, o valor pago pelo etanol também subiu no país, remunerando melhor a produção. Nesta safra as usinas estão investindo, principalmente, no processamento do etanol hidratado. Com o mercado favorável, a produção no estado cresceu 63% em comparação com o mesmo período do ano passado. Em média, 70% da cana cultivada no estado é destinada para esta produção.

"O setor responde ao mercado, de maneira relativamente ágil. E aí a gente começa a produzir mais etanol. É importante dizer que o etanol tem sido vantajoso frente a gasolina, na maior parte dos estados brasileiros, ou seja, tem um impulso de consumo interessante", comentou Holanda.

Já a produção de etanol anidro teve redução de 1,81%. O açúcar, em baixa no mercado internacional, também teve retração comparado com a safra anterior, queda de 28%. A produção de energia também teve aumento, cerca de 30% em comparação ao mesmo período do ano passado. A colheita da cana de açúcar, nesta safra aqui no estado, segue até março do ano que vem.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 18/10/2018 Aposta única acerta as dezenas e fatura os R$ 2,5 mi da Mega-Sena
Postada em: 17/10/2018 Pesquisa constata só 8% de imagens verdadeiras em grupos de WhatsApp
Postada em: 17/10/2018 Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 2,5 milhões
Postada em: 17/10/2018 Estudo mostra que agrotóxicos ameaçam vida no Cerrado de MS
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra