SEGUNDA FEIRA, 10 DE DEZEMBRO DE 2018
Untitled Document
01/09/2018 | Fonte: G1

Suspeitos de furto em loja de shopping são presos com R$ 50 mil 'investidos' em cosméticos; um deles é ex-gerente

Suspeitos de furtar loja de departamento são presos; um deles é ex-funcionário e tinha cargo de gerência (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Dois homens, de 18 e 28 anos, foram detidos no bairro Guanandi após serem identificados como suspeitos de furto a uma loja de departamentos, do Shopping Campo Grande. A busca ocorreu nessa quinta-feira (30), quando a dupla foi flagrada com 17 celulares da loja, além de R$ 8.437 em espécie e mais R$ 50 mil 'investidos' em produtos cosméticos e eletrônicos, tudo comprado com o dinheiro do furto, conforme a investigação.

"O mais velho deles é o mentor intelectual do crime. Ele trabalhou na loja por dois anos e inclusive tinha um cargo de gerência e disse, em depoimento, que desde que saiu do trabalha planejava o crime. O outro morava com ele e também participou da ação, sendo orientado pelo comparsa que conhecia todo o funcionamento da loja e também onde estava o cofre", afirmou o delegado Fábio Brandalise, da Delegacia Especializada de Repressão à Roubos e Furtos (Derf).

Na delegacia, os envolvidos foram indiciados por furto qualificado e também devem responder por lavagem de dinheiro. Em um primeiro momento, também foi levantada a informação de que o dinheiro levado era de cerca de R$ 200 mil, porém, o montante somado é metade do valor, ainda conforme a polícia.

"Nós encontramos diversas caixas, ainda lacradas, com os cosméticos que eles compraram com o dinheiro do furto. A investigação aponta que esta é a forma que eles pretendiam lavar o dinheiro e não serem descobertos. Agora, as buscas continuam no sentido de recuperar o restante do produto do crime", ressaltou Brandalise.

Durante a fase de identificação da dupla, a polícia trabalhava com duas hipóteses. A primeira delas é que se tratava de "uma dupla extremamente profissional". Já a outra seria do envolvimento de ex-funcionário, o que foi confirmado com a prisão do suspeito de 28 anos. Por não se tratar de flagrante, eles respondem em liberdade. "Estamos avaliando pedir a prisão preventiva", falou o delegado.

A pena para furto qualificado chega a 5 anos de prisão. Já a lavagem de dinheiro tem pena máxima de 10 anos, além de multa.

 

Entenda o caso

 

O crime ocorreu na madrugada do dia 16 de agosto, data em que o boletim de ocorrência foi registrado. Na ocasião, bandidos estavam encapuzados e levaram ferramentas para o crime. Policiais e peritos estiveram no local, realizando levantamentos e recolhendo imagens de circuito interno.

Em nota, a assessoria de imprensa do shopping "esclareceu que houve uma ocorrência e que as autoridades competentes foram acionadas".

 

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 10/12/2018 Corpo de brasileira desaparecida na Austrália é encontrado em praia
Postada em: 10/12/2018 Mulher descobre traição e é agredida a pauladas pelo marido
Postada em: 10/12/2018 Rapaz é preso com diversas armas após tentar vender uma delas pela internet
Postada em: 10/12/2018 Pai nega levar filho para comprar mais bebida e é morto com soco na cabeça
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra