TERÇA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2018
Untitled Document
09/08/2018 | Fonte: ASSESSORIA E COMUNICAÇÃO

Antibióticos Podem Fazer Mal Aos Dentes?

Foto: Lucky Business / Shutterstock.com

A tetraciclina é uma composição encontrada em alguns antibióticos que tem o poder de afetar o esmalte dentário, eliminando o cálcio do dente e provocando escurecimento

Eles acabam com qualquer infecção no corpo e na saúde bucal. Os antibióticos são, sem dúvidas, agentes protetores do organismo. Apesar disso, existem remédios com a mesma função que podem fazer mal ao sorriso. Conhecido como tetraciclina, essa pode destruir a camada do esmalte dentário, eliminando o cálcio do dente e provocando o seu escurecimento. O processo acontece principalmente em bebês e crianças de até 12 anos de idade.

Tetraciclina: O grande vilão dos dentes

O uso de antibióticos para tratar infecções dentárias é uma atitude fundamental para prevenir o universo bucal de doenças sistêmicas, principalmente a endocardite bacteriana. Mas é preciso ter atenção e comprar apenas aqueles que são recomendados pelo dentista e fugir dos medicamentos com tetraciclina. "Este medicamento tem afinidade pelo esmalte e que provoca a pigmentação intrínseca, o escurecimento, dos dentes pela sua deposição no cálcio dental em formação".

Pode afetar fases da formação dental

O efeito da tetraciclina pode prejudicar os dentes e ossos em diferentes fases de formação dental e a intensidade de alteração de cor depende do tempo de ingestão do remédio, tipo e idade de paciente, podendo afetar uma criança antes mesmo de nascer. "A tetraciclina consegue atravessar a barreira placentária e pode afetar dentes decíduos e permanentes". Este período é variável da 20ª semana de gestação até aproximadamente 12 anos de idade.

Não compre nada sem a orientação de um profissional

Remédios e antibióticos são importantes para a eliminação de agentes agressores ao organismo, porém, os efeitos colaterais sistêmicos e bucais são inevitáveis. Por este motivo a profissional indica. "Todas as medicações devem ser cuidadosamente prescritas por profissionais especializados e em momento algum seu uso deve ser por automedicação". É importante o conhecimento de sua composição farmacológica e formas de atuação no organismo para que estes efeitos sejam minimizados e até mesmo prevenidos. 

Antibióticos causam cáries?

Não. Mas saiba que esses medicamentos (os xaropes principalmente), contêm muito açúcar, fator que contribui para o surgimento das cáries. A intenção é facilitar a ingestão do medicamento, afinal de contas, qual criança não gosta de doce?

Manter uma higienização adequada, redobrando os cuidados quando a criança está doente é essencial para a prevenção de cáries. É natural que neste período haja um descuido maior com a higiene oral, principalmente por parte dos pais, favorecendo o aparecimento das cáries em um paciente susceptível, somando com a alta ingestão de açúcar e higienização bucal precária.

Então, o que causa problema nos dentes não é o antibiótico, mas a forma como
ele é administrado?

Isso mesmo. O que pode aumentar o risco de problemas dentários não é o
princípio ativo do medicamento, e sim a forma como ele é administrado: solução
adocicada e/ou ácida. Se o mesmo medicamento fosse administrado na forma de
cápsulas, comprimidos ou injeções, haveria risco menor de prejuízo aos
dentes.

Dr. Giuliano Guilherme de Lima - CRO/MS - 3583

- Cirurgião Dentista

- Especialista em Implantodontia

- Especialista  em Endodontia

- Especialista em Radiologia

- Pós graduado em Cirurgia

Tel: (67) 3461 3399

www.cliron.com.br

facebook/clinicacliron

 

 

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 01/11/2018 Por que meus dentes permanentes estão ficando moles?
Postada em: 25/10/2018 Um terço dos implantes dentários do país é produto de pirataria
Postada em: 13/09/2018 O uso do Microscópio na Odontologia
Postada em: 06/09/2018 Dias 15 e 22 campanhas vacinação antirrábica na zona rural de Naviraí
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra