DOMINGO, 21 DE OUTUBRO DE 2018
Untitled Document
18/07/2018 | Fonte: CORREIO DO ESTADO

Mortos em confronto com a PM eram ligados a tráfico, homicídio e furto

Bruno e Rosival durante prisão em 2016. - Foto: Arquivo/Álvaro Rezende

Mortos em confronto  com o Batalhão de Choque da Polícia Militar na madrugada desta quarta-feira, em Aquidauana, tinham extensa ficha criminal. José Donizete da Silva, de 52 anos, tinha passagens por estelionato e furto, e já havia cumprido pena no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande. 

O comparsa dele, Rosival Fernandes da Cruz, 42, era ainda mais perigoso e tinha envolvimento com tráfico de drogas, roubo e homicídio. Em 2016, havia sido preso pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubo Bancos, Assaltos e Sequestro (Garras), na Capital, por envolvimento com quadrilha de traficantes do estado do Pará.

Na ocasião, ele foi localizado e preso na Avenida Tamandaré, sob suspeita de estar em Campo Grande para negociar a compra de uma tonelada de entorpecentes. O comparsa dele, identificado como Oziel Barbosa, 27,  era líder de uma facção conhecida como  Comando Classe A (CCA), que atua na cidade de Altamira (PA), e morreu em troca de tiros com o Garras. Bruno Quadro das Neves, o Macapá, à época com 28 anos, também estava envolvido e foi preso.

ROUBO

 O avião que seria roubado por três homens na manhã desta quarta-feira, em fazenda localizada na zona rural de Aquidauana, seria levado para a Bolívia. Conforme apurado, a Polícia Militar acredita que fosse empregado no tráfico de drogas, já que é comum o transporte de cocaína boliviana em aeronaves. 

Durante a ação, dois dos criminosos morreram em confronto com o Batalhão de Choque. Eles foram identificados como Rosival  e José Donizeti. O terceiro envolvido está foragido, e o militares, juntamente com a Polícia Civil e a períca técnica, fazem levantamentos no local.

Os policiais do Choque relataram que, a partir de informações colhidas pelo setor de inteligência, foram para a fazenda de Aquidauana onde havia três aeronaves, pois havia denúncia de que pelo menos uma delas seria roubada. As duas equipes ficaram no interior da fazenda, aguardando a chegada dos suspeitos.

Nesta manhã eles tentaram cometer o roubo, mas foram surpreendidos pelos policiais. Houve confronto e dois deles acabaram baleados. Eles foram levados ao Hospital Regional Estácio Muniz, mas não resistiram. As informações repassadas apontam que eles pegariam o avião e seguiriam para a Bolívia. Duas armas e dois celulares foram apreendidos.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 18/10/2018 Briga por ração de gado termina em assassinato em fazenda do Pantanal
Postada em: 18/10/2018 Jovem é agredida pelo namorado após descobrir que ele estuprou sua mãe
Postada em: 18/10/2018 Dupla foge depois de matar homem com mais de dez tiros
Postada em: 18/10/2018 Aluno se feriu com pistola do pai que é 'agente de segurança', diz policia
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra