DOMINGO, 19 DE AGOSTO DE 2018
Untitled Document
13/07/2018 | Fonte: CAMPO GRANDE NEWS

PTC quer lançar Delcídio do Amaral candidato ao Senado após absolvição

Delcídio do Amaral pode retornar as eleições (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

O presidente regional do PTC, Cezar Renato Gazolla, disse que a legenda pretende lançar Delcídio do Amaral ao Senado, após a sua absolvição na Justiça dos crimes de obstrução de investigação e planejamento de fuga do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró. Ele alega que o ex-senador está animado para disputa e que deve tomar a decisão nos próximos dias.

“Desde a filiação do Delcídio no partido neste ano, já estávamos trabalhando com a hipótese de que ele conseguiria provar sua inocência, para estar apto para disputa eleitoral eleitoral. Ele tem toda liberdade para escolher o cargo que pretende concorrer, inclusive o Senado”, disse Gazolla.

O dirigente partidário disse que conversou com Delcídio após o anúncio da sua absolvição da Justiça, já fazendo planos para eleição. “Ele estava muito feliz e animado em voltar para as eleições, podendo voltar ao cargo que ele foi retirado de forma injusta, tanto que a decisão foi que não havia provas contra ele”.

Gazzola explicou que Delcídio seguiu para Brasília para resolver questões pessoais e deve voltar nos próximos dias para Mato Grosso do Sul, justamente para discutir a eventual candidatura. Ele ponderou que no momento o partido tem mais afinidade com o MDB, para eventual aliança em apoio ao ex-governador André Puccinelli (MDB), mas que a questão será fechada até a próxima semana.

Decisão – O juiz federal substituto Ricardo Augusto Soares Leite em decisão da 10ª Vara Federal do Distrito Federal inocentou o ex-senador sul-mato-grossense, o ex-presidente Lula e outros denunciados por tentativa de obstrução da Justiça em apurações da Operação Lava Jato.

O magistrado referendou pedido do MPF (Ministério Público Federal) apresentado em setembro de 2017, alegando não haver provas que confirmem tentativas de Delcídio interceder pela liberação de Nestor Cerveró, ex-diretor da Área Internacional da Petrobras.

Conforme o magistrado, houve “inércia de Delcídio” para agir em favor de Nestor Cerveró, sendo instado por Bernardo a procurar pessoas que ajudassem a família do ex-diretor, que passaria por dificuldades financeiras, bem como em um suposto plano de fuga.

De acordo com a assessoria de Delcídio, ele terá que requisitar junto à Justiça a possibilidade de disputar a eleição, já que sua “inelegibilidade” por ter sido cassado no Senado Federal, era baseada nas denúncias em que o ex-senador foi inocentado.

Entramos em contato com Delcídio do Amaral, mas até o fechamento da reportagem não obtivemos o retorno.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 19/08/2018 Marina Silva diz que, se for eleita, acabará com 'farras das isenções fiscais'
Postada em: 19/08/2018 Procuradoria quer impugnação de Zeca do PT por "farra da publicidade"
Postada em: 17/08/2018 TSE nega participação de Lula em debate na TV
Postada em: 16/08/2018 Funasa liberou nesta quarta-feira 1ª parcela das obras da Juncal
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra