QUINTA-FEIRA, 25 DE ABRIL DE 2019
Untitled Document
11/07/2018 | Fonte: DOURADOS NEWS

Mulher é presa pela PMA e autuada em R$ 4,7 mil com 201 kg de peixes comercializados ilegalmente

Peixes e apetrechos foram encaminhados à PMA - Crédito: Divulgação PMA

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Campo Grandee realizou fiscalização ontem (10) no final da tarde, em uma residência, depois de constatar anúncio em rede social de comércio de pescado que poderia ser ilegal.

A equipe foi ao local, uma residência no bairro Sayonara  e constatou dentro de um freezer e de uma caixa isotérmica, várias exemplares de peixes de várias espécies, que apresentavam-se em tamanhos inferiores ao permitido e com sinais de captura por petrecho de malha, do tipo rede ou tarrafa (petrecho proibido). A proprietária do pescado alegou que adquirira os peixes na cidade de Miranda, porém, não possuía a comprovação de origem.

Foram apreendidos: a caixa isotérmica, o freezer, 117 kg de pescado da espécie piavuçu, 14 kg da espécie pintado, 6 kg da espécie piraputanga, 51 kg da espécie curimbatá, 4 kg da espécie mandi e 9 kg de piranha, totalizando 201 kg de pescado.

A infratora, residente em Campo Grande, foi presa e encaminhada à Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista (DECAT), juntamente com o material apreendido, onde ela foi autuada em flagrante pelo crime ambiental de pesca predatória e saiu depois de pagar fiança. A pena para o crime é de um a três anos de detenção.

Ela também foi autuada administrativamente e multada em R$ 4.720,00.

O pescado será doado para instituições filantrópicas.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 25/04/2019 MP pede reconstituição de assassinato de idosa morta com pancadas na cabeça
Postada em: 24/04/2019 Funcionário debocha de currículos em vídeo, gera revolta nas redes e é demitido
Postada em: 24/04/2019 Saúde registra a segunda morte por gripe A
Postada em: 24/04/2019 Agente penitenciário é executado com sete tiros na fronteira quando ia para presídio
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra