DOMINGO, 20 DE MAIO DE 2018
Untitled Document
05/05/2018 | Fonte: MIDIAMAX

Corpo de jovem desaparecido é encontrado em córrego na Capital

Foto:Marcos Ermínio

O estudante Delbert Cruz, de 13 anos, foi encontrado morto na tarde desta sexta-feira (04), dentro de um poço de aproximadamente 3 metros de profundidade, no córrego Imbirussu, bairro Silvia Regina. A vítima estava desaparecida desde a última quinta-feira (3) após sair de casa para o treino de vôlei na escola em que estuda, no Jardim Petrópolis, em Campo Grande.

O trabalho da perícia foi encerrado e o corpo do menino encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) por volta das 15h. Uma investigação foi aberta para apurar as causas da morte do adolescente, que apresentou ferimentos na região central do rosto.

“Ele pode ter caído sozinho ou escorregado após brincadeira com outras crianças, não há sinais de violência. Por enquanto não podemos afirmar a causa da morte”, acrescentou o delegado Gomides Ferreira, responsável pelo caso.

Ovídio Meira, de 57 anos, pastor da igreja evangélica frequentada pela família de Delbert, disse que o menino era muito ativo dentro da igreja. “Ele sempre frequentava aos cultos de domingo com a família e o círculo social dele era bem pequeno, era só escola, casa e igreja. É difícil encontrar alguma explicação para isso”.

As buscas pelo menino começaram hoje, depois que o tio do garoto encontrou as roupas e a mochila dele perto do córrego Imbirussu. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar isolaram a área.

Dois mergulhadores amarrados em uma corda encontraram o corpo do menino dentro de um poço. Muito abalada com a morte, a família da vítima não sabe o que pode ter acontecido com o menino.

O DESAPARECIMENTO

Na quinta-feira o adolescente foi para a escola de manhã, voltou e saiu de casa à tarde para ir à aula de vôlei. Ele não foi ao treino e nem retornou para casa, no Jardim Sayonara. Os próprios familiares começaram as buscas e saíram perguntando nas proximidades da escola se alguém havia visto o jovem ou se ouviram gritos.

“Os populares disseram para irmos até o pontilhão que fica próximo, pois muitas crianças tomam banho ali”, conta o pai. Ao chegar no córrego, o tio de Delbert encontrou a mochila e as roupas do adolescente.

Claudinei diz que Delbert é um garoto tranquilo, nunca deu problemas e sempre foi da casa para a igreja e da igreja para casa. “Ele chegou a comentar com uma prima que estaria sendo seguido ultimamente na hora em que ia para os treinos de vôlei”, acrescentou o pai.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 20/05/2018 Chefe de organização criminosa escapa do presídio e força-tarefa faz buscas em MS
Postada em: 20/05/2018 Força Tática estoura boca de fumo em Nova Andradina
Postada em: 20/05/2018 DOF prende mais de 500 quilos de maconha que iria para São Paulo
Postada em: 20/05/2018 Vizinhos socorrem homem encontrado nu e espancado
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra