SEGUNDA FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2019
Untitled Document
30/03/2018 | Fonte: CAMPO GRANDE NEWS

MS tem registro de pelo menos 3 estupros ao dia em 2018

Também já foram registrados até agora, sete casos de feminicídios, 1.552 crimes de violência doméstica e 34 de tentativas de estupros
Andre foi preso em flagrante sob acusação de ter estuprado uma jovem de 23 anos (Foto: Saul Schramm)

Os números de casos de estupros - crime que causa consequência psicológica devastadora nas vítimas - são assustadoras, em pleno . De janeiro até o dia 28 de março, 328 mulheres foram estupradas em Mato Grosso do Sul. Considerando o número de dias, são 3,7 casos a cada 24 horas.

Em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram 379 casos, houve queda de 13%, mas ainda assim o número é alto. No total, 2017 fechou com 1.686 casos.Também já foram registrados nos primeiros três meses deste ano, sete casos de feminicídios, 1.552 crimes de violência domésticas e 34 de tentativas de estupros. Os dados são da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública).

O estupro pode ter como vítima tanto homens quanto mulheres, mas as mulheres são os alvos. Até porque parte desses crimes, em geral, não é notificado, principalmente, quando a vítima é do sexo masculino. O Estado, no ano passado, liderou o ranking dos municípios com a maior taxa percentual, totalizando 54,4 estupros para cada 100 mil habitantes.Na fim da tarde da última segunda-feira ( dia 21), uma mulher de 23 anos foi rendida na rua, arrastada até um carro e estuprada. Principal suspeito de ter cometido o crime, o pintor André Silva de Oliveira, 31 anos, foi preso em flagrante em casa, no mesmo dia.

A vítima foi surpreendida enquanto caminhava na Avenida Vereador Thyrson de Almeida, prolongamento da Ernesto Geisel, no Bairro Guanandi II, região sul de Campo Grande. Ele nega o crime.

Em Dourados, distante 233 quilômetros da Capital, uma adolescente de 17 anos ficou em coma alcoólico e sofreu abuso sexual durante festa open bar organizada por universitários da UFGD (Universidade Federalda Grande Dourados). O foi fato foi registrado no dia 19 deste mês.

Na Capital, casos de violências devem ser denunciados na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), que fica na Avenida Brasília, no Jardim Imá.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 06/03/2019 Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio acumulado de R$ 80 milhões
Postada em: 06/03/2019 Bolsonaro posta vídeo obsceno para criticar blocos de rua no Carnaval e gera polêmica
Postada em: 01/03/2019 Site e call center vão esclarecer dúvidas sobre reforma da Previdência
Postada em: 01/03/2019 Operação Carnaval inicia com reforço de policiais e radares nas BRs
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra