DOMINGO, 20 DE MAIO DE 2018
Untitled Document
08/02/2018 | Fonte: G1

Indígena de 5 anos é estuprada pelo pai e irmão de 9 anos testemunhou, diz Conselho Tutelar

Imagem Ilustrativa

A polícia investiga o caso de abuso sexual de uma indígena de 5 anos na Aldeia Bororá, em Dourados, município na região sul de Mato Grosso do Sul. O irmão de 9 anos teria testemunhou o crime que ocorreu há dias na casa da família e o principal suspeito é o pai.

A criança contou para a mãe que junto com as lideranças indígenas denunciaram o caso à polícia. O suspeito está preso na 1ª Delegacia de Polícia.

“As lideranças e a mãe da menina entraram em contato informando onde estava o agressor, o violador, e nós informamos a polícia. A Polícia Militar foi até o local e fez a prisão do pai”, afirmou a conselheira tutelar Lucien Leiva Leite Prudente.

A menina foi levada ao Pronto Atendimento de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Universitário da (UFGD), na noite de terça-feira (6), para o atendimento quando há possíveis situações de violência sexual. Ela foi avaliada, passou por período de observação e foi liberada após medicação.

Nesta quinta-feira (8), a mãe retornou com a criança para consulta no Pronto Atendimento Pediátrico do hospital. Segundo os médicos, a indígena não deu entrada em estado grave e as lesões identificadas nas partes íntimas aparentavam ter sido feitas há dias.

“A criança está com seus direitos garantidos. Ela permanece na residência dela, quem se retirou da residência foi o agressor, o violador, e o Conselho Tutelar já realizou os encaminhamentos necessários e continuará atendendo, acompanhando, encaminhando para o Cras, Creias para dar continuidade nos atendimentos”, afirmou a conselheira.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 20/05/2018 Força Tática estoura boca de fumo em Nova Andradina
Postada em: 20/05/2018 DOF prende mais de 500 quilos de maconha que iria para São Paulo
Postada em: 20/05/2018 Vizinhos socorrem homem encontrado nu e espancado
Postada em: 20/05/2018 Mulher de 29 anos é morta com cinco tiros por pistoleiro na fronteira
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra