DOMINGO, 25 DE FEVEREIRO DE 2018
Untitled Document
01/02/2018 | Fonte: CORREIO DO ESTADO

Chapecoense perde em casa e se complica na Libertadores

Chapecoense não conseguiu a aproveitar a vantagem de jogar na Arena Condá e acabou sendo derrotada - Foto: Twitter

De um lado, o nervosismo de uma equipe com pouca tradição, do outro, uma tricampeã que sabe jogar a Copa Libertadores como poucas equipes na América do Sul.

Foi nesse ambiente que a Chapecoense não conseguiu a aproveitar a vantagem de jogar na Arena Condá e acabou sendo derrotada por 1 a 0 contra o Nacional-URU, nesta quarta-feira (31). O volante Santiago Romero fez o único gol que deu a vantagem para o time uruguaio no primeiro jogo da pré-Libertadores.

Com o resultado, a Chape terá um grande desafio na próxima quarta-feira (7). A equipe precisará bater o Nacional em pleno Gran Parque Central por até dois gols de diferença se quiser avançar à terceira eliminatória, a última antes da fase de grupos do torneio.

Mais tranquilo, o time de Montevideu contará com a força da torcida e a vantagem do empate para seguir na competição.

Experiente, o time uruguaio foi o responsável pelas principais chances da primeira etapa do jogo. Sebastián Fernández e Zunino tiveram as duas melhores oportunidades de gols, mas ambas foram para fora.

Mesmo tendo mais a posse de bola, a equipe anfitriã não conseguiu desenvolver boas jogadas. A principal oportunidade da Chape foi em um chute de fora da área com Márcio Araújo, em que a bola foi parar na arquibancada.

Na etapa final, dois minutos depois de entrar em campo, o argentino Gonzalo Bergessio apareceu livre pela esquerda e rolou a bola para Zunino. Jandrei não conseguiu impedir o cruzamento rasteiro do lateral para Romero, que apareceu livre para abrir o placar aos 28min.

Um minuto depois do gol, a Chape viu uma boa vantagem aparecer com a expulsão de Espino. A ofensividade da Chape com a desvantagem foi tão grande quanto o seu nervosismo.

Após um chute forte no travessão de Bruno Silva, Perotti deu uma voadora na perna do zagueiro Corujo e acabou levando cartão vermelho direto. Além de Perotti, o atacante Eduardo foi expulso por deixar o braço no rosto do jogador adversário.

Antes do apito final, a Chape teve ainda outras chances em escanteios, mas bem fechada, a equipe do Nacional não permitiu um gol de empate.

CHAPECOENSE
Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Lucas Mineiro (Bruno Silva) e Nadson (Perotti); Guilherme (Eduardo) e Wellington Paulista. T.: Gilson Kleina

NACIONAL-URU
Conde; Fucile, Corujo, Arismendi e Espino; Oliva, Santiago Romero e Zunino (Barcía); Viúdez (Bergessio), Sebastián Fernández (Álvaro González) e Carlos de Pena. T.: Alexander Medina

Estádio: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Juiz: Patricio Loustau (ARG)
Cartões amarelos: Fabrício Bruno, Guilherme e Amaral (CHA); Espino, Sebástian Fernández e Fucile (NAC)
Cartões vermelhos: Perotti e Eduardo (CHA); Espino (NAC)
Gol: Santiago Romero (NAC), aos 28min do segundo tempo

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 15/02/2018 Águia goleia o Operário e toma liderança do Sete
Postada em: 07/02/2018 Corumbaense encara o ASA pela classificação
Postada em: 01/02/2018 Gerência de Esportes e Lazer tem nova direção
Postada em: 18/01/2018 Jadson desperdiça pênalti, e Corinthians perde da Ponte na estreia
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra