DOMINGO, 19 DE NOVEMBRO DE 2017
Untitled Document
01/11/2017 | Fonte: G1

Justiça determina que prefeitura de Dourados, MS, demita 150 servidores

Secretária de Educação se reuniu com diretores de escolas nesta terça-feira (31) para decidir como vai funcionar a exoneração dos contratados.

 

A 6º Vara Cível de Dourados, no sul de Mato Grosso do Sul, determinou que a prefeitura da cidade demita 150 servidores da rede municipal de educação. A secretaria informou que a decisão visa adequar o quadro de funcionários e que já acatou a decisão da Justiça.

Nesta terça-feira (31), a secretária de Educação, Denize Portollann, se reuniu com diretores das unidades de ensino do município para decidir como vai funcionar o plano de exoneração dos funcionários. Ficou definido que o cumprimento da decisão deverá ser feito até o dia 10 de novembro, como manda a Justiça.

"Tem serivdores que estão contratados pela educação e não estão trabalhjando na educação. Esses têm que ser demitidos. O tribunal de contas fez um levantamento da folha (de pagamento) e detectou que tem pessoas que estão lotadas na educação mas não trabalham na educação", afirmou Gleice Jane Barbosa, presidente do Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados (Simted).

A secretária de Educação negou que os servidores trabalham em locais que não correspondam à secretaria. "Não é que trabalham em outros setores. O que temos são projetos que demandam funcionários. E são com crianças também. Não passa de uns 30 servidores. Nós já estamos adequando tudo certinho", explicou Denize Portollan.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 17/11/2017 Juiz proíbe Energisa de cobrar taxa de religação em caso de corte por falta de pagamento
Postada em: 17/11/2017 Governador entrega obras em Nova Andradina e Vicentina nesta sexta-feira
Postada em: 17/11/2017 Inflação do país nos últimos 11 anos pesou mais no bolso do pobre, diz Ipea
Postada em: 17/11/2017 Polícia Federal irá usar cadastro biométrico para emitir passaportes
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra