QUINTA-FEIRA, 23 DE NOVEMBRO DE 2017
Untitled Document
31/10/2017 | Fonte: TANAMIDIANAVIRAI

Naviraí – Justiça decrete prisão preventiva de autores de roubo de caminhonete

Luan Gomes de Souza, de 18 anos e Adivan Henrique Gomes de Souza, de 28 anos (Fotos:Umberto-Zum)

Adivan Henrique Gomes de Souza, de 28 anos e Luan Gomes de Souza, de 18 anos, foram presos ontem (30), em cumprimento de um mandado de prisão expedido pela Justiça de Naviraí.

Os dois já haviam sidos identificados pela Policia Civil de Naviraí como sendo integrantes de uma quadrilha que haviam roubado uma caminhonete da casa de um Policial Militar, na noite do último dia 05 de julho, deste ano.

Após a identificação o delegado responsável pelo caro Dr. Eduardo Lucena, representou pela prisão preventiva de Adivan e Luan, que foi deferida pela Justiça.

Além de Adivan e Luan, a Polícia Civil já havia identificado outros dois integrantes da quadrilha, sendo eles Eder Pavon Vaes, de 22 anos, conhecido como "Sapucaí" e Carlos Henrique Arantes de Souza, de 19 anos conhecido como “Carlão do Morro”. Ambos já se encontram presos.

Segundo a Polícia, Carlão do Morro, que está preso desde abril do ano passado, acusado de tráfico de drogas, seria um dos cabeças da quadrilha. Ele era quem de dentro do presido, articulava os roubos das caminhonetes.

Os quatros integrantes da quadrilha irão responder pelo crime de roubo majorado.

O ROUBO

Por volta das 21h30m, da noite de 05 de Julho, dois indivíduos encapuzados e armados, adentraram na casa do policial militar e anunciaram o assalto. O policial militar estava de trabalho no momento do assalto, na casa estava somente sua esposa e seus dois filhos pequenos.

Após render a esposa do policial e os filhos, um dos assaltantes pegou a chave da camionete, exigiu um cartão com senha para abastecer o veículo. A esposa do policial militar e os filhos foram trancados em uma edícula nos fundos da residência, onde ficaram vigiados por um dos autores que a todo o momento falava ao celular.

Enquanto ficou na casa vigiando, assaltante encontrou a tarjeta com o nome do policial militar e disse para a esposa do mesmo “seu marido é conhecido” onde ele guarda a arma.

Após cerca de duas horas, a mulher do policial militar percebeu que o assaltante tinha deixado o local. Ela então saiu pela janela da edícula e chamou um vigia da rua, que ligou para o seu marido.

Dias depois, a caminhonete levados pelos assaltantes foi encontrada e recuperada em território paraguaio.

 

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 22/11/2017 Rapaz de 22 anos é indiciado por compartilhar pornografia infantil
Postada em: 22/11/2017 Adolescente inventou estupro para encobrir caso com homem casado
Postada em: 22/11/2017 Naviraí - Durante investigação de roubos Polícia Civil prende rapaz acusado de tráfico
Postada em: 22/11/2017 Ivinhema - Policia Civil descobre homicídio após desenterrar vitima
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra