TERÇA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2018
Untitled Document
25/10/2017 | Fonte: DOURADOS NEWS

Justiça nega absolvição de padrasto que estuprou enteada de 12 anos

Divulgação

A Justiça negou o pedido de absolvição de um homem que estuprou a enteada de 12 anos, na cidade de Dourados. O crime aconteceu entre os anos de 2009 e 2010.

O homem aproveitava os períodos em que a esposa não estava na residência para estuprar a enteada. A menina contou que nunca reagiu as investidas do padrasto por medo do autor, que passava as mãos em seu corpo.

A mãe teria notado a mudança no comportamento da vítima que não queria mais ficar sozinha com o padrasto. Ela acabou contando o que estava acontecendo a mãe. O homem foi denunciado e condenado a 12 anos e 9 meses de reclusão em regime fechado.

 

A defesa tentou a absolvição do homem, mas o pedido foi negado. Ainda de acordo com os autos, os abusos refletiram em dano psicológico da menina que teve baixo rendimento escolar e tentou o suicídio.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 23/10/2018 Homem é preso por tentar matar enteado em roda de cachaça
Postada em: 23/10/2018 Gestante que matou ex-namorado com facada é liberada pela Justiça
Postada em: 23/10/2018 DOF apreende mais de 300 kg de maconha em Voyage abandonado
Postada em: 23/10/2018 Filha confessa ter enterrado a mãe desaparecida no quintal de casa
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra