SÁBADO, 22 DE SETEMBRO DE 2018
Untitled Document
06/10/2017 | Fonte: G1

MS registra 45 casos de violência contra indígenas em 2016

Número é o maior entre as unidades da federação. Relatório do Cimi foi divulgado nesta quinta-feira (5).
Área em Caarapó que teve conflito em junho de 2016 é uma das citadas no relatório

 

Mato Grosso do Sul registrou 45 casos de violência contra indígenas em 2016, de acordo com relatório divulgado pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi) nesta quinta-feira (5). O número é o maior entre as unidades da federação. O total registrado no Brasil foi de 156 casos no período.

Segundo o Cimi, Mato Grosso do Sul teve 15 assassinatos de índios, 16 tentativas de assassinato, quatro homicídios culposos, quatro lesões corporais dolosas, quatro casos de violência sexual, um de racismo e discriminação étnico-cultural e um na categoria ameaças várias.

 

Suicídios

 

O estado também foi um das áreas do país que registraram mais casos de suicídios de indígenas em 2016. De acordo com o Cimi, das 106 ocorrências no Brasil, 30 foram em Mato Grosso do Sul.

 

Violência contra o patrimônio

 

Outra categoria levantada pelo Cimi foi a de violência contra o patrimônio. Em 2016, Mato Grosso do Sul teve 102 casos de omissão e morosidade na regularização de terras, sete conflitos relativos a direitos territoriais e quatro invasões possessórias, exploração ilegal de recursos naturais e danos diversos ao patrimônio.

 

Relatório

 

Entitulado "Violência contra os Povos Indígenas no Brasil – Dados de 2016", o relatório do Cimi traz, além de dados, artigos sobre diversas questões relacionadas aos índios.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 18/09/2018 Uma criança menor de 15 anos morre a cada 5 segundos em todo o mundo, diz relatório da OMS
Postada em: 18/09/2018 Mega-Sena especial pode pagar R$ 5 milhões nesta terça-feira
Postada em: 14/09/2018 Após cotação recorde na véspera, dólar opera em queda
Postada em: 14/09/2018 Estado consolida vocação agro e produz 40,5% mais
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra