TERÇA-FEIRA, 14 DE AGOSTO DE 2018
Untitled Document
17/08/2017 | Fonte: MIDIAMAX

Confronto em presídio resulta em 37 mortos e 14 feridos na Venezuela

Governador de Estado chamou tentativa de controle de "massacre"
Divulgação

Pelo menos 37 pessoas morreram e 14 funcionários ficaram feridos em um confronto numa penitenciária em Puerto Ayacucho, na Venezuela, nesta quarta-feira (16). As informações foram repassadas pelo Ministério Público do país.

As mortes ocorreram durante a retomada do controle do Centro de Detenção Judicial do Amazonas, segundo o Ministério Público Venezuelano. O governador do Estado de Amazonas, Liborio Guarulla, onde fica Puerto Ayacucho, classificou as mortes como um "massacre".

Guarulla é declaradamente opositor ao regime do presidente Nicolás Maduro. Para o governador, as unidades militares de Maduro tentaram tomar "à força" o controle da penitenciária.

Uma fonte interna da penitenciária relatou à agência de notícias EFE que o número de mortos representa quase metade do número de detentos no presídio.

A mesma fonte contou que operação de retomada do controle do presídio teve início após uma inspeção de membros da Polícia Nacional Bolivariana e da Guarda Nacional Bolivariana no local.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 14/08/2018 Justiça de MS determina pensão de R$ 636 aos pais de adolescente morto e violentado em lava-jato
Postada em: 14/08/2018 Descontrolado após bater carro, homem aponta arma para jovem e atira
Postada em: 14/08/2018 Servidor que facilitava esquema de sonegação ganhava o dobro do governador
Postada em: 14/08/2018 Quase metade dos presos de MS são ligados ao tráfico
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra