QUARTA-FEIRA, 18 DE JULHO DE 2018
Untitled Document
11/08/2017 | Fonte: MIDIAMAX

Bolsa Família tem maior corte da história e 543 mil perdem o benefício

Governo culpou ex-presidente Dilma por corte

O programa Bolsa Família sofreu, em julho, o maior corte de beneficiários em um mês desde que foi lançado, em 2003. Foram 543 mil famílias desligadas do programa, incluindo suspensões para avaliação e cancelamentos.

Ao todo, foram pagas 12,7 milhões de bolsas em julho. É o menor número desde julho de 2010, quando foram pagas 12,5 milhões de bolsas. Enquanto isso, mais de 500 mil famílias aguardam na lista de espera para entrar no programa.

O último maior corte do programa havia ocorrido em 2013, entre os meses de janeiro e fevereiro. Entre aqueles meses, foram cortados 278 mil benefícios pelo governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Segundo reportagem do Portal UOL, não houve aviso prévio dos cortes. A maioria dos beneficiários parou de receber as bolsas sem receber nenhuma informação do governo.

Em nota, o Ministério do Desenvolvimento Social culpou a "condução desastrosa da política econômica brasileira e a irresponsabilidade fiscal do governo Dilma Rousseff (PT)", que "ainda geram impacto na vida dos brasileiros".

A ex-presidente Dilma disse, também em nota, que o corte é "estarrecedor", alegando que é "inadmissível reduzir os programas sociais" em meio aliberação, por parte do governo de Michel Temer (PMDB), de "dinheiro a deputados para arquivar uma denúncia".

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 06/06/2018 STJ autoriza recolhimento da carteira de motorista para pressionar réu inadimplente a regularizar débitos
Postada em: 06/06/2018 Passa de 190 o número de desaparecidos por causa do Vulcão de Fogo, na Guatemala
Postada em: 06/06/2018 Governo reduz previsão e passa a estimar salário mínimo abaixo de R$ 1 mil em 2019
Postada em: 06/06/2018 Frio deve atrasar início da colheita do algodão na região norte de MS
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra