SÁBADO, 27 DE MAIO DE 2017
Untitled Document
07/04/2017 | Fonte: CAMPO GRANDE NEWS

Homem mantém ex-mulher e filho presos e ameaçar atear fogo neles

Lincoln foi preso após ameaçar colocar fogo na família e apontar faca para o peito do filho (Foto: Divulgação/PM)

Foi preso na tarde desta quinta-feira (6) em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - Lincoln Vincoleto, de 35 anos. Ele mantinha a ex-mulher, também de 35 anos, e o filho de 13, presos em casa e sob ameaça. Lincoln apontava uma faca para o peito do garoto e também falava que iria atear fogo na família.

Policiais do Getam do 3º BPM (Batalhão de Polícia Militar) receberam a informação do caso na rua Prudêncio Campos Leite Filho, na Cohab II, e deslocaram até o local. Chegando lá, a situação foi constatada.

Lincoln, descontrolado, teria usado a faca para furar o tanque de uma moto que estava ao seu lado e ameaçou atear fogo em todos que ali estavam. A partir daí, foi iniciada uma negociação para liberação do adolescente.

Por várias vezes Lincoln se abaixou, ameaçando colocar fogo com um isqueiro no combustível que havia vazado da motocicleta, mandando que sua ex-esposa passasse para ele o seu celular desbloqueado, pois a mesma estaria o traindo e ele queria saber quem era a pessoa que estava se relacionado com ela.

Durante a negociação, o agressor se afastou cerca de 1m do adolescente, que tentou se desvencilhar do acusado e neste momento Lincoln tentou agarrá-lo de volta, sendo impedido através de um disparo de bala de borracha.

Logo ele foi contido e algemado pelos policiais. Depois de controlada a situação, a ex-esposa do agressor relatou que ele era muito agressivo com ela e com os filhos, sendo esse o motivo da separação a cerca de três semanas. Além disso, ela já havia registrado um boletim de ocorrência contra o ex-marido pelo mesmo fato.

Lincoln, depois de medicado na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Dourados e liberado pelos profissionais de saúde, seguiu preso pelos policiais militares e foi encaminhado à DEM (Delegacia de Atendimento à Mulher), onde o caso foi registrado como lesão corporal, cárcere privado, ameaça e danos.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 27/05/2017 Governo de investe R$ 76 mi para garantir segurança
Postada em: 27/05/2017 Caminhonete furtada é apreendida com 1,4 t de maconha em MS
Postada em: 27/05/2017 Mulher é presa por queimar mãos de criança devido a 'mau comportamento'
Postada em: 27/05/2017 Briga em bar termina com homem esfaqueado no pulmão
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra