QUARTA-FEIRA, 23 DE AGOSTO DE 2017
Untitled Document
23/02/2017 | Fonte: G1

Japorã - Gaeco apura uso de dinheiro público na campanha eleitoral em MS

Dinheiro da Assistência Social teria financiado campanha eleitoral. São investigados vários crimes envolvendo prefeito e secretários.

A operação do Gaeco que cumpriu nesta quarta-feira (22) nove mandados de busca e apreensão em Japorã e Mundo Novo, municípios da região sudoeste de Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai, apura o uso de recursos públicos da Assistência Social para financiamento de campanha eleitoral, além de fraude à licitação relativa à Casa de Apoio à Criança Indígena Desnutrida da Aldeia Porto Lindo.

Os mandados foram cumpridos na sede da prefeitura de Japorã, na casa do prefeito daquela cidade, Vanderley Bispo de Oliveira (PTB), que tem moradia em Mundo Novo, e também nas casas de alguns secretários e servidores municipais, todos do Município Japorã. Também foi alvo de busca e apreensão a casa de uma vereadora de Japorã.

São investigados na operação Curumim os crimes de peculato, falsidade documental, fraude em licitação, associação criminosa e crime de responsabilidade. Os mandados foram expedidos pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, em uma investigação conduzida pelo procurador-geral de Justiça, Paulo Passos.

O G1 telefonou para a assessoria de imprensa da prefeitura de Japorã, mas ninguém atendeu.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 23/08/2017 Prefeito de Ponta Porã pede reforço da Força Nacional
Postada em: 23/08/2017 Homem é preso após anúncio de maconha a R$ 200 no WhatsApp
Postada em: 23/08/2017 Quatro detentos fogem durante a madrugada da Gameleira
Postada em: 23/08/2017 Ministério da Saúde constata alta de 12,5% no número de casos de estupro coletivo
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra