SÁBADO, 23 DE SETEMBRO DE 2017
Untitled Document
03/01/2017 | Fonte: CORREIO DO ESTADO

Tacuru - Vereador assume cargo para cidade não ficar sem prefeito

Prefeito eleito foi impedido de assumir cargo pela Justiça Eleitoral
Imagem aérea de Tacuru - Foto: Divulgação

De olho na Prefeitura de Tacuru, o vereador Paulo Melo (PP) assumiu o cargo interinamente depois de vencer acirrada disputa pela presidência da Câmara Municipal. O prefeito eleito Dr. Cláudio (PR) com 2.737 votos foi impedido de tomar posse pela Justiça Eleitoral. A saída foi a Câmara empossar o presidente até o desfecho do processo na Justiça.

A chapa do Dr. Cláudio foi impugnada por causa da candidatura do seu vice, Beto Mello (PTN). Beto, que já foi prefeito da cidade, por dois mandatos, durante os anos de 2005 a 2012, teve as contas rejeitadas da eleição anterior. Com isso, os dois nem sequer foram diplomados em dezembro de 2016.  

Sobre os integrantes da nova legislatura que disputavam a presidencia da Casa de Leis, o presidente regional do PTB, Nelsinho Trad disse que todos estavam de olho no cargo.“Eles articularam entre os nove”, disse Nelsinho. Do partido dele três vereadores almejavam a função: José Antonio da Ambulância, João Baresi e Professor Regis. “Perdi por um voto. Foram cinco a favor de Melo e quatro a meu favor”, disse o vereador e ex-presidente da Câmara de Tacuru, Professor Regis (PTB). 

A decisão de impugnação do registro de Cláudio feita pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) saiu no dia 30 de setembro, antes da eleição do dia dois de outubro de 2016, porém ele não concordou e recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e agora aguarda resposta.  

Diante disso, o presidente da Câmara é, automaticamente, o prefeito de Tacuru até o dia dois de fevereiro deste ano, quando deve acontecer a eleição suplementar para eleger o novo chefe do Executivo, se o Dr. Cláudio não reformar a decisão do TRE no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Apesar de ter a candidatura impugnada, na eleição suplementar, Cláudio poderá concorrer à prefeitura com um novo vice. Provavelmente ele deverá ter novamente Carlinho Pelegrini (PMDB) como seu maior adversário.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 21/09/2017 Câmara aprova fim de coligações partidárias em eleições de 2020
Postada em: 20/09/2017 Com 238 votos contra ‘distritão’, Câmara rejeita alterar sistema eleitoral
Postada em: 19/09/2017 Vereador Fi da Paiol solicita melhorias para a vila rural distrito verde
Postada em: 19/09/2017 Rosangela mantém atuação em entidades e na defesa de causas sociais
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra