SÁBADO, 23 DE SETEMBRO DE 2017
Untitled Document
28/07/2016 | Fonte: G1

MS abre 35 vagas e fica em 7º no ranking nacional de trabalho formal

Dados de junho do Caged foram divulgados nesta quarta-feira (27). Agropecuária foi setor que mais contribuiu para saldo positivo.
[ imagem ilustrativa ]

Com saldo positivo de 35 vagas, Mato Grosso do Sul ficou em 7º lugar no ranking nacional do trabalho formal em junho. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta quarta-feira (27).

Segundo o levantamento, o setor de atividade econômica que mais contribuiu para esse resultado foi agropecuária (+600 postos), cujo saldo compensou a retração na indústria de transformação (-417 postos).

Também tiveram variação positiva extrativa mineral (45) e serviços industriais de utilidade pública (41). O setor de serviços fechou 181 vagas. Os outros com saldo negativo são comércio (-44), construção civil (-8) e administração pública (-1).

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos seis primeiros meses de 2016, houve decréscimo de 3.319 postos. Nos últimos 12 meses, o estado perdeu 11.780 postos de trabalho.

Ranking dos municípios
Nos municípios sul-mato-grossenses com mais de 30 mil habitantes, Maracaju lidera com saldo positivo de 143 postos de trabalho formais. Na sequência, aparecem Rio Brilhante (85), Ponta Porã (79), Três Lagoas (57), Amambai (55), Sidrolândia (55), Coxim (54) e Aquidauana (38).

Em Campo Grande, as demissões superaram as contratações em 577. Outras cidades que tiveram saldo negativo foram Paranaíba (-279), Dourados (-171), Naviraí (-68), Corumbá (-68) e Nova Andradina (-4).

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 05/07/2017 Municípios do Estado devem R$ 552 milhões de INSS
Postada em: 22/05/2017 Com suposto esquema de propina, JBS dominou indústria da carne em MS
Postada em: 10/11/2016 MS-376 que liga Jateí e Glória de Dourados está totalmente interditada.
Postada em: 09/11/2016 Trecho da BR-163 que desmoronou deve ser recuperado em 20 dias
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra