SEXTA-FEIRA, 17 DE NOVEMBRO DE 2017
Untitled Document
31/05/2016 | Fonte: CAARAPÓ NEWS

Juti - Polícia Civil prende autor de femícídio; mulher foi encontrada morta em terreno baldio

As Polícias Civil de Caarapó e de Juti estão apurando o caso

Na manhã desta segunda-feira (30), Policiais Civis da Delegacia de Juti prenderam em flagrante delito Heitor Alves da Rosa (43), o qual teria matado sua amante Marina da Silva Martins (40) com golpes de madeira na região da cabeça.

Consta a Polícia Civil teve informação de que havia um cadáver em um terreno baldio na Rua Duque de Caxias, próximo ao CREAS, nesta cidade de Juti.

Imediatamente os Policiais Civis, juntamente o Delegado de Polícia de Caarapó, Rodrigo Blonkowski se  deslocaram até o local. A Perícia de Dourados fora acionada e compareceu no local do delito. No local, os Policiais constataram que a vítima se tratava de Marina da Silva Martins, a qual apresentava lesões contusas na parte posterior da cabeça. Imediatamente realizaram diligencias visando apurar autoria delitiva, quando por volta das 9h, enquanto encetavam as referidas diligencias, tiveram informação por populares de que Marina, na noite anterior (29), estivera no estabelecimento denominado “Bar e mercearia recanto dos amigos” com a pessoa de Heitor Alves da Rosa, e com este teria saído por volta das 22h.

Ato contínuo, deslocaram-se  até o endereço de Heitor situada na Rua Duque de Caxias, em Juti, e solicitaram permissão para adentrar na residência, o que fora autorizado.

Nesse momento Heitor se apresentou muito nervoso, quando encontraram um travesseiro com marcas de sangue em sua cama acabou por confessar a autoria. O mesmo  dsse que matou Marina  com um pedaço de madeira, por esta ter desferido um tapa em seu rosto.

Em  ato contínuo Heitor mostrou o local onde dispensara o pedaço de madeira, bem como a forma como executou o crime, fazendo gestos dos golpes desferidos. Diante dos fatos Heitor  recebeu voz de prisão e foi encaminhado junto com o pedaço de madeira e o travesseiro para a Delegacia de Polícia Civil de Caarapó , sem lesões, para as providencias cabíveis, tendo sido tal voz de prisão ratificada pela Autoridade Policial. 

O delegado de Polícia Civil de Caarapó, Rodrigo Blonkowski afirmou disse que ocorrências envolvendo violência doméstica, infelizmente, são os que têm a maior incidência na região. Casos extremos, como o em tela, demonstram a necessidade das vítimas procurarem a Delegacia de Polícia mais próxima e registrar a ocorrência, seja qual violência tenha sofrido (física, psicológica). Mais uma vez a equipe policial está de parabéns, garantindo-se uma resposta rápida e efetiva, com o autor do delito devidamente autuado em flagrante”, afirmou.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 17/11/2017 Polícia Federal prende um homem em flagrante em operação contra o tráfico
Postada em: 17/11/2017 Traficante zomba da polícia em grupos de Whats e acaba preso
Postada em: 17/11/2017 Itaquiraí - Preso homem acusado de matar enforcada ‘Mudinha’ em bar
Postada em: 17/11/2017 Polícia procura quinto sequestrador de garoto na fronteira
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra